terça-feira, 21 de janeiro de 2014

O que é um Presbítero de Igreja?

O que é um Presbítero de Igreja?

  1. O Básico: Um presbítero é um homem que (i) atende às qualificações de 1Timóteo 3.1-7 e Tito 1.6-9, (ii) é reconhecido por sua congregação como um presbítero, (iii) e lidera a congregação por meio do ensino da Palavra (1Tm 3.2), da oração pelas ovelhas (Tg 5.14) e da supervisão no tocante aos assuntos da igreja (1Pe 5.2).
  2. Supervisão: Um presbítero deve velar pelo rebanho. Ele deve instruir todas as ovelhas, fortalecer as fracas, proteger as vulneráveis, repreender as obstinadas, e lidar com as trabalhosas (2Tm 2.24-25; At 20.28; 1Ts 5.14). Um presbítero vela pelos membros de sua igreja como alguém que haverá de prestar contas a Deus (Hb 13.17).
  3. Pluralidade: No Novo Testamento, as igrejas locais apresentam um padrão consistente de pluralidade de presbíteros (At 14.23, 20.17, Fp 1.1; 1Tm 5.17; Tg 5.14). Cristo, o Supremo Pastor, pretende cuidar do seu rebanho por meio de um número de homens piedosos que conjuntamente ensinam, guardam, guiam, protegem e amam as ovelhas. Isso significa que toda igreja local, seguindo a liderança do seu pastor, deveria buscar homens que já estejam realizando a obra de um presbítero e apontá-los para o ofício.

É Importante Usar os Títulos “Presbítero” e “Diácono”?

Embora os títulos “presbítero” e “diácono” não sejam essenciais ao ministério da igreja, há algumas boas razões pelas quais as igrejas deveriam usar esses títulos bíblicos:
  1. Isso demonstra que a Escritura é nossa autoridade, não a sabedoria humana. Usar os títulos escriturísticos demonstra que estamos seguindo as direções de Deus, não tomando para nós mesmos o direito de decidir como deve ser a estrutura de liderança da igreja. Deus deu à igreja uma estrutura básica que deveríamos seguir à risca. Desgarrar-se dessa estrutura, ou decidir que não precisamos chamar nossos líderes como a Escritura os chama, é dizer que nós sabemos mais do que Deus.
  2. Isso ajuda a congregação a saber o que esperar da liderança. Quando uma igreja usa os termos “presbítero” e “diácono” como a Bíblia faz, um membro de igreja pode facilmente olhar para a Escritura para ver as “atribuições do cargo”. Eles podem olhar para a Escritura e saber exatamente o que esperar dos seus líderes.
  3. Isso vincula os líderes às qualificações bíblicas. Não há qualificações bíblicas para administradores, membros de conselho, “equipes de liderança” ou outros títulos da nossa imaginação. Existem, contudo, qualificações bíblicas para presbíteros e diáconos. Usar os termos bíblicos para esses ofícios é necessário a fim de assegurar que os padrões bíblicos para a liderança da igreja estão sendo mantidos. Isso é especialmente importante no caso de presbíteros, os quais devem ser aptos a ensinar a Palavra de Deus (1Tm 3.2). Há um imenso benefício para a igreja quando aqueles que supervisionam a vida da igreja têm uma compreensão sólida da Escritura e são aptos a ensinar a Escritura. Nesse caminho, a igreja será moldada de modo consistente e prático segundo a Palavra de Deus, e não a sabedoria humana.
(A maior parte deste material foi adaptada do artigo Do We Need To Use the Titles ‘Elder’ and ‘Deacon’?, de Benjamin Merkle.
Tradução: Vinícius Silva Pimentel – Ministério Fiel © Todos os direitos reservados. Website: www.MinisterioFiel.com.br 

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Fonte: http://voltemosaoevangelho.com/blog/2014/01/o-que-e-um-presbitero-e-importante-usar-os-titulos-presbitero-e-diacono/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+voltemosaoevangelho+%28Voltemos+ao+Evangelho%29

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário